Pós-bariátrica

A perda de peso excessiva, seja através de dieta ou cirurgia, gera alterações de contorno corporal que inclui grande flacidez e excedente de pele, além de flacidez músculo aponeurótica, com queda (ptose) das estruturas de sustentação.

 

Abdome

Geralmente nota-se flacidez da musculatura da parede abdominal, com excesso de pele muito importante, que pode se estender até a porção posterior do tronco, com queda dos tecidos, muitas das vezes além do púbis, o que gera um aspecto de “avental” ao abdome.

O tratamento da região abdominal envolve a remoção deste excesso de pele e tratamento das estruturas musculares da parede abdominal. Existem algumas técnicas, cada uma para um tipo de deformidade apresentada pelo paciente. Quando a flacidez e o excesso de pele envolvem toda a circunferência abdominal, se estendendo para dorso e acometendo região glútea, o bodylifting está indicado. Esta técnica visa a remoção do excesso de pele de toda a circunferência do tronco, com melhora do contorno e da ptose do glúteo.

 

Mamas

Apresentam-se flácidas, com uma ptose (queda) importante e podem se apresentar ou não com pouco volume. Caso haja uma perda importante de volume, pode-se associar a inclusão de implantes de silicone ao procedimento de correção da ptose.

 

Braços

Apresentam-se normalmente flácidos, com excesso de pele. Algumas pacientes apresentam apenas flacidez de pele, outras apresentam ainda excesso de gordura nos braços, mesmo após a perda ponderal desejada.

O procedimento envolve a remoção do excesso de pele, podendo-se ou não associar lipoaspiração. A cicatriz resultante se estende por todo por braço, desde a axila até próximo ao cotovelo.

 

Coxas

As alterações nas coxas variam muito de paciente a paciente, assim como as técnicas para suas correções. Porém todas as técnicas envolvem cicatrizes, que podem ser posicionadas próximas à virilha, ou se estender até o joelho.

 

Preparo pré-operatório

Pacientes pós-bariátricos normalmente fazem reposição de uma série de oligoelementos e vitaminas, por isso o preparo pré-operatório deve ser muito rigoroso quanto ao aspecto nutricional.

O ideal é que a perda de peso esteja estabilizada, já que se houver perda ponderal depois do procedimento, haverá novas alterações de contorno. Assim como, o reganho de peso causará perda do resultado, com reaparecimento das alterações de contorno, além da piora do aspecto das cicatrizes.