Lipoaspiração

Cirurgia mais realizada no mundo inteiro, a lipoaspiração visa a remoção de gordura localizada em áreas de difícil perda e comum depósito, como abdome, coxas, quadris e flancos. Atualmente, é o procedimento estético mais realizado na cirurgia plástica, tendo sofrido ao longo dos últimos 30 anos refinamentos técnicos, sendo seguro e com cicatrizes mínimas.

Está indicado principalmente para pacientes que apresentam gordura localizada, porém não estão muito acima do peso e têm uma boa qualidade de pele, sem flacidez. Apesar de sua popularidade, a lipoaspiração deve ser cuidadosamente indicada, pois os resultados dependem principalmente da capacidade de retração da pele no local tratado, após a remoção da gordura. Esta retração costuma ser mais intensa em pacientes com pele espessa e sem flacidez.

As oscilações de peso sofridas ao longo da vida geram acúmulo de gordura em áreas que, apesar da perda ponderal podem permanecer localizadas e são de difícil tratamento. Nestes casos, a lipoaspiração está bem indicada, visando apenas a remoção desta gordura, porém sem o objetivo de perda de peso ou tratamento de eventuais excessos de pele ou flacidez cutâneas (característico de pacientes que sofreram grandes perdas de peso ou pacientes que engravidaram).

As incisões são posicionadas em dobras naturais da pele ou em locais onde as cicatrizes resultantes ficam muito disfarçadas.

Após o procedimento, cintas compressivas devem ser utilizadas por um período de 30 a 45 dias. O inchaço (edema) é normal após este procedimento e começará a melhorar após 1-2 semanas, assim como as manchas roxas. É fundamental proteger-se do sol por pelo menos dois meses para evitar a ocorrência de manchas na pele. Recomenda-se drenagem linfática no pós-operatório no intuito de acelerar o processo de reabsorção do edema, o que gera conforto para a paciente.

Os pontos são removidos após 7-10 dias e o retorno às atividades físicas é permitido após 3 a 4 semanas.